Jardim

Jardins de decoração

Jardins de decoração



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Jardins de decoração


Para mobiliar os jardins, é importante levar em consideração uma série de fatores, como a extensão da área disponível, a exposição, as condições climáticas gerais, os tipos de terreno. Depois que todos esses parâmetros foram avaliados, também é possível escolher quais elementos incluir no espaço verde. Vamos ver juntos quais são os móveis mais amados de todos os tempos:
BANCOS
São estruturas dedicadas ao assento e formadas por ripas, geralmente feitas de material de madeira tratado com esmaltes repelentes à água ou de metal pintado com produtos antiferrugem.
Eles raramente são feitos de cimento.
Eles têm um esqueleto de metal muito resistente que suporta toda a estrutura e é ancorado ao solo pelo bloqueio de suportes.
Eles geralmente são colocados sob as copas das árvores, para oferecer uma agradável oportunidade de relaxamento.
MESAS E CADEIRAS AO AR LIVRE
São estruturas de madeira ou metal, que foram submetidas a um tratamento protetor e conservador, usadas para mobiliar o jardim, criando áreas para refresco (almoços ao ar livre ou piqueniques) ou leitura.
Muitas vezes, são colocadas sob guarda-chuvas (a maioria das mesas de jardim possui um orifício central criado especialmente para abrigar o suporte do guarda-chuva), ou sob gazebos, para aproveitar uma área sombreada.

Guarda-chuvas e baloiços



GUARDA-CHUVAS
Existem inúmeros tipos e formas de guarda-chuvas: geralmente são estruturas quadrangulares, às vezes redondas, com dimensões variáveis.
Eles têm uma estrutura de suporte em metal ou madeira tratada com substâncias protetoras e repelentes de água, que suporta um teto de lona muito resistente.
O suporte central (bastão) deve ser inserido em uma base, geralmente de concreto, pesado e estável.
Existem também variedades aéreas suspensas de suportes em formato de "L" invertido, que oferecem a vantagem de não possuir o manípulo central e, consequentemente, podem ser colocadas com muito mais facilidade.
BALANÇOS
Estes móveis são essencialmente dedicados ao relaxamento, consistindo de um assento suspenso de estruturas metálicas com uma base quadrangular ancorada ao chão.
Eles são cobertos com almofadas de várias formas e tamanhos e sua localização é sempre localizada em partes frescas e sombreadas do jardim, de preferência sob árvores com folhagem larga e espessa.

Tipos de jardins



Existem diferentes modelos de paisagem que podem ser inspirados na criação de jardins, em cada um dos quais é preferível abrigar algumas variedades de plantas em vez de outras, em relação a vários fatores condicionantes.
Estes modelos são:
Jardim clássico
É uma instalação inspirada por um notável rigor estético, com amplas extensões de gramados verdes alternados com canteiros de flores e sebes cortados de acordo com padrões geométricos.
É um jardim muito bonito, que pode ser artificial.
Nesse caso, as plantas a serem alojadas pertencem a muitas espécies: arbóreas (quando o tamanho é suficientemente grande), arbustivas ou espessas, ou escaladas ou sempre-verdes, mas sobretudo floridas, uma vez que o principal objetivo deste jardim é ornamental.
Jardim rústico
Contrasta com o anterior porque seu layout é baseado na espontaneidade, onde as plantas, muitas vezes nativas, devem recriar um equilíbrio entre si e a natureza circundante.
É um exemplo de um jardim campestre, nada artificial, mas definitivamente natural.
As plantas a serem escolhidas para este tipo de preparação são principalmente variedades rústicas, pertencentes a espécies adaptáveis, espessas e sempre-verdes, mas também floridas, frequentemente aromáticas (como lavanda, mimosa, sálvia, alecrim).

Rochoso, Mediterrâneo e jardim zen



Jardim de pedras
É um jardim caracterizado pela presença de: rochas, pedras de rios e vegetais, geralmente cultivados em terraços.
As plantas devem ser bem adaptáveis ​​a condições climáticas específicas (geralmente vivendo em áreas sombreadas) e logísticas (elas têm pouco espaço disponível para crescer).
As espécies a serem alojadas pertencem ao gênero arbusto e arbusto, sempre-verde e trepador, geralmente com dimensões médias ou pequenas, em relação à disponibilidade da terra nas áreas de terraços (tipo: lavanda, alcaparra, urze, murta, saponária, campânula)
Jardim mediterrâneo
É um jardim rico em plantas arbustivas, espessas e sempre-verdes, de preferência adaptado às condições de clima quente (típico da bacia do Mediterrâneo), com folhas de dimensões reduzidas (para reduzir a transpiração) e esclerofile
Existe uma grande variedade de vegetais denominados precisamente: "matagal mediterrânea", que possuem os atributos indispensáveis ​​para viver e crescer nos climas desse gênero (como louro, zimbro, lavanda, azeitona, tamarisco)
Jardim zen
É um jardim inspirado nos princípios da cultura japonesa, onde três elementos se alternam: água, pedras e plantas; cuja disposição tem o propósito de representar alegoricamente a jornada do homem em direção à eternidade.
Muitas vezes, existem poças de água, atravessadas por pontes e contendo plantas aquáticas (como o lírio d'água)
Sua aparência particularmente bem cuidada estimula a contemplação e cria um fluxo de energia entre o homem e a natureza.
As espécies adequadas para este jardim são variedades hidrofílicas, que preferem ambientes frescos e úmidos (como samambaia e bambu), ou plantas com flores (como azálea).