Além disso

Por que a begônia tuberosa não floresce e o que fazer? Descrição, prevenção e tratamento de doenças de plantas

Por que a begônia tuberosa não floresce e o que fazer? Descrição, prevenção e tratamento de doenças de plantas



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A begônia tuberosa é uma das mais belas begônias desta família, famosa por sua capacidade de reavivar até mesmo os cantos sombrios da sala e criar um ambiente aconchegante na casa.

Considere no artigo quais problemas você pode encontrar ao cultivar uma flor. Mais precisamente, se os botões ou flores de uma begônia tuberosa começaram a cair, o que fazer se as folhas enrolarem e secarem.

E também, por quais motivos a planta não dissolve os botões ou não quer liberá-los de jeito nenhum. Na foto você pode ver como fica uma flor quando é afetada por pragas ou doenças.

Características do

Begônia tuberosa é uma planta ornamental comum entre muitos jardineiros. Uma característica deste tipo de flores é a despretensão no cultivo, o que permite até um cultivador inexperiente fazê-lo sem dificuldades especiais.

A paleta de cores das begônias tuberosas impressiona pelo seu deslumbramento e versatilidade, começando com tons de branco cremoso e terminando com combinações de roxo escuro. A folha da begônia tem formato assimétrico, coberta por pequenos pêlos. O caule da flor é suculento, aguado e grande. Este caule é projetado para reter a umidade na planta e manter folhas maciças.

Mas, por mais bonita que seja a flor, ela não consegue se esconder completamente de pragas perigosas que usurparam seu brilho e "apetite". Leia abaixo se quiser saber como ajudar sua planta a escapar de parasitas e doenças indesejáveis.

Tendência a doenças

Com bons e devidos cuidados, a begônia tuberosa raramente fica branca, especialmente se crescer dentro de casa, mas pragas ou infecções podem atacar esta planta a qualquer momento, porque podemos trazê-los em roupas ou sapatos. Vejamos como as doenças e pragas podem se manifestar e como lidar com elas depois disso.

O que fazer se notar flores caindo?

Primeiro você precisa entender o que poderia ter servido para isso, porque existem várias razões para esse comportamento da planta. Aqui estão alguns deles:

  1. A flor não se sente muito confortável neste habitat (localização ou cuidados que você presta a ela).
  2. Movimento frequente da flor de um lugar para outro.
  3. Doenças e pragas.

Se os botões de uma begônia tuberosa começaram a cair, então, em primeiro lugar, vale a pena mudar as condições de sua manutenção. Altere o cronograma de irrigação e monitore a temperatura do ar. No inverno, a rega desta espécie deve ser completamente excluída, porque a planta hiberna nesta época (leia aqui como preservar adequadamente a begônia tuberosa no inverno). No verão, a flor requer rega abundante, mas você não deve formar água estagnada, isso pode levar a uma série de outras consequências.

A temperatura mais confortável para as begônias tuberosas é de 20 a 23 graus no verão e de 16 a 18 graus no inverno. Se a temperatura estiver abaixo do normal, os botões da planta começam a cair.

A flor realmente não gosta de luz solar direta, então é melhor encontrar um lugar onde a luz seja difusa. A decisão certa seria colocar a planta do lado norte para evitar queimaduras de sol forte. Se a begônia tuberosa enfraquece (folhas esparsas e um pequeno número de botões), então fertilizantes minerais devem ser aplicados.

Atenção! Evite fertilizantes de nitrogênio, que inibem muito a formação de botões.

Se os botões das flores caírem, a planta pode ter pragas. Os mais comuns são:

  • Oídio. Nos rebentos e caules jovens, aparecem bolas castanhas escuras ou flores brancas parecidas com oídio.

    Esta infecção surge devido à rega abundante e água estagnada, portanto, para salvar a flor, vale a pena reduzir a rega e retirar as áreas infectadas.

  • Mancha bacteriana. No verso da folha, aparecem pequenas manchas aquosas, semelhantes a pedaços de vidro.
  • Ponto do anel. Nas folhas da flor, manchas verde-amarelas e linhas concêntricas são visíveis. Todos eles podem se transformar em manchas marrons douradas e necrose.

    Com manchas em anel e bactérias, as plantas afetadas são completamente destruídas para que a infecção não se espalhe para outras flores e não possa prejudicá-las. Em seguida, a terra é totalmente desinfetada.

  • Ácaros e pulgões da aranha vermelha. Neste caso, a begônia tuberosa só pode ser auxiliada pelo tratamento com preparações especiais.

Buds caem

A razão para a queda de botões em uma begônia tuberosa pode ser a mesma de quando as próprias flores caem:

  1. Microclima inadequado. Se as condições de detenção estiverem erradas, você deve prestar atenção a isso. Em seu habitat natural, a flor está acostumada a estar em lugares úmidos - florestas tropicais, subtropicais e o ar doméstico é muito seco para esta planta.

    Para evitar tal incidente e desfrutar da floração durante todo o ano, as begônias tuberosas precisam ser umedecidas sistematicamente.

  2. Deficiência de minerais. A begônia tuberosa cresce rapidamente e pode logo se tornar deficiente em nutrientes.

    Se você não quer que sua planta sofra com essa carência, então, para começar, vale a pena escolher um solo de referência para este tipo de planta. Esta é uma mistura que consiste nas mesmas partes de terra de coníferas, frondosas e de grama com a adição de turfa e areia. Este ambiente promoverá uma boa floração. Um complexo de fertilizantes minerais como o "Kemira Lux" também nos ajudará a corrigir a situação.

    Importante! É melhor realizar esses procedimentos com luvas.

  3. Danos por parasitas e doenças. O mofo cinzento e o oídio são os sintomas mais comuns.

    O tratamento oportuno das begônias com uma mistura de bordeaux (fugnicida contendo cobre) ou uma solução de sabão em pó (20g), sulfato de cobre (2g), dissolvido em 1 litro de água, ajudará a prevenir esse processo. Doenças progressivas são melhor pulverizadas com solução de Fundazole a 1%.

Pelo que deixa curl e o que fazer neste caso?

As folhas das begônias tuberosas podem enrolar-se sob a influência de muitos fatores, que podem ser detectados a tempo e só posteriormente eliminados.

  • Rega. O enrolamento das folhas ocorre apenas com a falta de umidade, isso se deve à alta sensibilidade da begônia tuberosa à umidade do ar. Para monitorar o nível de umidade, vale a pena colocar um vaso de flores em um vaso com argila expandida úmida.
  • Comida. Para evitar essas situações desagradáveis, basta alimentá-lo com um complexo pronto ou nitrato de potássio duas vezes ao ano.
  • Panela. Ao fazer o transplante pela primeira vez, não plante begônias em um vaso muito grande. O tamanho ideal para uma begônia tuberosa adulta é de 8 a 10 centímetros. O melhor vaso será um produto de cerâmica.
  • Doenças e pragas. A doença mais comum é o oídio. O principal problema é sua invisibilidade. Primeiro, forma-se nas folhas uma flor branca, que logo endurece e leva ao ressecamento da folha, contribuindo para o seu enrolamento.
  • O solo. A causa da ondulação das folhas associada ao solo pode ser devido à folga insuficiente. Outro motivo pode ser a composição incorreta do solo, causada pela ausência de qualquer elemento, ou violação da tecnologia de mistura.

Se você encontrar uma mudança no formato da folha em uma begônia tuberosa, não entre em pânico. Você precisa planejar suas ações e começar a lutar contra isso.

Primeiro você precisa reconhecer a causa, isso nos ajudará a determinar os meios de luta. Por exemplo, quando infestado de pragas, vale a pena usar inseticidas, e se a panela não for adequada, substitua-a. Basicamente, essas são as ações mais importantes para você.

E se as folhas secarem?

Uma das características do cuidado impróprio pode ser uma mudança brusca nas condições (leia aqui como cuidar adequadamente da begônia tuberosa em casa e em campo aberto e, a partir deste artigo, você aprenderá sobre as características do cultivo de uma espécie de planta ampelosa) . Uma flor pode ficar muito estressada se for movida de um lugar para outro. Se mesmo assim você a transferiu e começou a notar o aparecimento de folhas secas, é melhor devolver a planta ao seu lugar original, ou onde há iluminação suficiente e sem correntes de ar.

Se as folhas de uma planta secam no inverno, esse motivo pode ser sua alta sensibilidade ao ar seco. Portanto, no inverno, a begônia tuberosa é melhor posicionada longe de aparelhos de aquecimento ou pulverizada diariamente, não deixe as folhas secarem.

Por que a planta não floresce ou parou de florescer?

A capacidade de florescer nem sempre depende da variedade da planta, muito também depende do cuidado correto (você pode aprender sobre as peculiaridades do plantio e cultivo de begônias em uma casa boliviana e em um terreno aqui, e neste artigo você aprenderá sobre a begônia ampelosa e como cuidar dela). Neste parágrafo, veremos as razões pelas quais a begônia tuberosa não floresce e o que fazer para evitar esse problema.

  1. A idade da planta pode ser um dos motivos. Begônias podem florescer completamente apenas se houver pelo menos cinco anéis nas hastes. Se você comprou uma planta jovem, provavelmente a floração não durará muito e será capaz de agradá-lo com a floração da próxima vez, não antes de amadurecer completamente.
  2. Falta de luz solar. Uma boa iluminação afeta não apenas a saúde da flor, mas também sua floração abundante. Coloque a begônia tuberosa em uma área bem iluminada para evitar esse problema.

    Atenção! É importante considerar que a luz solar direta pode queimar as folhas e a derme. Sombreie a planta para evitar essa situação ou escolha os lados sudeste e sudoeste.

  3. Umidade do ar. Se o ar estiver muito seco, a planta não apenas para de florescer, mas também começa a secar. Isso pode ser evitado borrifando ou colocando um recipiente decorativo com água próximo à planta.
  4. A temperatura cai e as correntes de ar. Como fazer uma planta que gosta de calor florescer em condições de mudanças repentinas de temperatura? É impossível. Portanto, é necessário manter a begônia tuberosa em condições confortáveis ​​para ela, evitando correntes de ar e mudanças de temperatura constantes.
  5. Excesso de fertilizante. A flor não desabrochará se não tiver onde obter força adicional com a falta de nutrientes no solo. Esta situação pode ser resolvida adicionando fertilizante ao solo.

    Siga as instruções como um excesso de fertilizante pode não provocar um crescimento ativo da saída, mas também levar a uma queima massiva das raízes.

  6. A presença de pragas. Na estação quente, via de regra, as begônias tuberosas são levadas para fora. Portanto, a flor deve ser inspecionada regularmente quanto à presença de várias pragas. Na luta contra essas lesões, acaricidas e inseticidas o ajudarão. Você pode ter que processar a flor em várias etapas.

Outras doenças e pragas

A imunidade às flores pode ser enfraquecida por vários motivos. Durante esse tempo, ele fica vulnerável a todos os tipos de infecções.

De muitas maneiras, as doenças e a eficácia de seu tratamento dependem da imunidade da planta. Se for regada e alimentada regularmente, será muito mais fácil combater as doenças, pois a planta terá muito mais força para resistir às lesões.

As doenças infecciosas incluem:

  • Mancha bacteriana.
  • Ponto do anel.
  • Podridão da raiz negra.
  • Bacteriose vascular.

Doenças devido a pragas:

  • Escudo e escudo falso.
  • Mosca-branca com efeito de estufa.
  • Nemátodos de galhas e folhas.
  • Ácaro-aranha vermelho.
  • Pulgões de efeito estufa.
  • Tripes de estufa.

Uma foto

Mais adiante na foto você pode ver exemplos de danos à begônia tuberosa por várias doenças e pragas.




Profilaxia

Para evitar problemas desnecessários para nós, basta monitorar a rega e a temperatura do ar da planta, tentar se livrar das pragas assim que elas aparecerem e alimentar a flor.

Durante a floração, a begônia tuberosa deve ser alimentada pelo menos uma vez por semana. fertilizantes minerais complexos para que a planta não perca a sua vitalidade, dando-lhes para manter a floração. Recomenda-se cortar as folhas murchas - assim a cor ficará mais saturada.

Para um bom agricultor, uma planta não é apenas uma decoração para um quarto ou jardim, mas também um amigo fiel. Uma flor é um animal de estimação, como um gato ou um cachorro, e precisa de cuidados adequados. Irrigação oportuna, fornecimento de luz e proteção contra pragas são muito importantes. Somente com o devido cuidado e a manifestação de amor a flor encantará os olhos e crescerá saudável.


Assista o vídeo: Fungo nas raízes? Saiba como acabar! (Agosto 2022).