Além disso

As sutilezas do cultivo de orquídeas caprichosas na água: características do método e instruções passo a passo

As sutilezas do cultivo de orquídeas caprichosas na água: características do método e instruções passo a passo



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Muitos consideram a orquídea uma flor caprichosa, mas alguns cultivadores discordam dessa afirmação. A ignorância dos princípios básicos das regras de cuidado adequado com as plantas geralmente leva a dificuldades. Em seu habitat natural, as orquídeas crescem em árvores ou rochas, por isso não precisam de solo.

Em casa, a flor é cultivada no solo, mas existe outro método alternativo - o cultivo da planta na água. Leia sobre os meandros do cultivo, bem como o quanto colocar a planta na água, em nosso artigo.

Qual é esse método?

Este método de cultivo requer que a orquídea esteja sempre submersa na água. Além disso, o líquido não deve ser usado comum, mas fertilizado.

Existem vários tipos de manutenção de orquídeas sem solo:

  • hidroponia - crescendo na água;
  • aeroponia - crescendo no ar;
  • hidrocultura - crescendo em líquido com a adição de um substrato.

Cultivar uma orquídea dessa maneira não é muito difícil, mas tem prós e contras.

Vantagens e desvantagens

O método hidropônico tem vantagens como:

  1. Falta de parasitas do solo e apodrecimento, pois as orquídeas são muito suscetíveis aos processos de apodrecimento do solo.
  2. Não há necessidade de replantar constantemente a cultura.
  3. As raízes não secam por falta de oxigênio e a flor, com os devidos cuidados, fica sempre sadia.

As desvantagens incluem o fato de que a temperatura e o nível de água devem ser monitorados constantemente. Além disso, durante todo o período de crescimento da flor, é necessário alimentá-la.

Quanto você pode manter no líquido?

A essência do método é que a planta deve estar constantemente na água. Ele precisa ser trocado uma vez por semana, enquanto a água filtrada ou da chuva é permitida para uso.

Os fertilizantes necessários são selecionados dependendo do tipo de flor.

Instruções passo a passo: como crescer?

Para cultivar uma orquídea dessa forma, você precisa fazer várias manipulações:

  1. O pedúnculo é cortado da planta principal.
  2. Prepara-se uma garrafa com gargalo cortado em 5 cm e despeja-se água. Primeiro, a água deve ser purificada e um comprimido de carvão ativado dissolvido nela.
  3. A planta é imersa no líquido para que a água cubra o pedúnculo por 4-5 cm.
  4. Uma lâmina afiada corta uma escama semicircular da planta, o que permite que o botão fechado seja liberado. O corte é untado com pomada de citocinina, que pode ser adquirida em qualquer floricultura. Durante o primeiro mês, é necessário lubrificar o corte com pomada uma vez por semana.

Você precisa trocar o líquido e o frasco uma vez por semana.

Você precisa adicionar algo mais ao substrato?

Ao longo de todo o ciclo de vida de uma orquídea, é necessário fazer fertilizações regulares. Você pode usar os mesmos fertilizantes usados ​​para o cultivo no solo. É muito importante manter uma concentração igual à metade da concentração que se usa para regar uma orquídea no caso de cultivo em solo.

Limpeza da planta do substrato anterior e sua inspeção

Ao trocar a água, é imperativo inspecionar as raízes da planta para a presença de algas verdes.

Eles não precisam ser removidos, pois ajudam a melhorar as trocas gasosas durante a estagnação da água.

Às vezes você pode ver raízes mortas, mas não deve ter medo disso, porque logo outras novas crescerão em seu lugar.

Plantar em um novo vaso

É necessário transplantar corretamente a orquídea em um novo vaso:

  1. As raízes são limpas de resíduos de terra e lavadas.
  2. O novo pote está cheio até a metade com o substrato.
  3. A planta é colocada no solo e polvilhada por cima.
  4. Se a orquídea for transferida para a perlita, o vaso deve ser coberto com argila expandida até o nível do buraco, e então a planta deve ser plantada. A perlita é derramada por cima, de modo que recua 1 cm do pescoço.
  5. Para compactar o solo perto das raízes, você precisa colocar temporariamente o pote na água.

Possíveis problemas e maneiras de resolvê-los

Às vezes, os produtores podem enfrentar certos problemas:

  1. O aparecimento de bordas enrugadas na flor. Isso geralmente é causado por temperaturas ambientes muito altas. As temperaturas diurnas e noturnas devem ter uma diferença máxima de 8 graus.
  2. Decadência ou secagem das raízes. A rega excessiva ou um vaso muito estreito pode levar a esse problema, o que afeta negativamente o sistema radicular da planta.
  3. Falta de floração. Nesse caso, você pode tentar arranjar estresse de temperatura para a planta, ou seja, fazer com que as temperaturas diurna e noturna sejam diferentes, mas não mais do que 8 graus.

Primeiro atendimento domiciliar

Para que a orquídea cresça bem, ela deve ser devidamente cuidada:

  • a água deve ser trocada regularmente (a cada 2-3 dias);
  • trocando o líquido, as raízes devem ser ligeiramente secas e recolocadas após 5-7 minutos;
  • as folhas não devem afundar até o nível da água - isso pode levar ao seu apodrecimento;
  • você precisa garantir a duração das horas de luz do dia por cerca de 12 horas;
  • mensalmente, o recipiente em que se encontra a planta é lavado minuciosamente com água corrente;
  • nos meses de inverno, o nível do líquido deve ser reduzido para 1 cm, e no verão, ao contrário, pode atingir 4 cm.

A hidroponia é um dos métodos alternativos e bastante convenientes de cultivo de uma orquídea. Nesse caso, a planta recebe muito mais nutrientes do que no plantio no solo. Com os devidos cuidados, você pode cultivar uma planta grande e robusta com flores de até 15-20 cm de diâmetro.


Assista o vídeo: Como Cultivar Orquídeas na água - Passo a Passo (Agosto 2022).