Além disso

Processamento antes das refeições: você pode obter o coronavírus por meio de frutas e vegetais

Processamento antes das refeições: você pode obter o coronavírus por meio de frutas e vegetais



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O coronavírus é uma doença respiratória transmitida de pessoa a pessoa por gotículas transportadas pelo ar. O aspecto insidioso da nova infecção é que o vírus é capaz de infectar na ausência dos sintomas da doença. A ausência de febre alta, coriza, tosse e outros sinais característicos não são mais um indicador de que uma pessoa está completamente saudável.

Por quantas mãos passam os vegetais e frutas antes de chegarem à nossa mesa e existe o risco de contaminação por um micróbio perigoso através das frutas? Para responder a essa pergunta, você precisa entender as formas de transmissão e a vida útil do vírus nas superfícies.

Rotas de transmissão

Altos níveis do vírus foram encontrados nas passagens nasais humanas. Quando você espirra ou tosse, o vírus entra na área circundante em gotículas de fluido salivar ou outras secreções. Depois de algum tempo no ar, o COVID-19 pousa nas superfícies.

Se uma pessoa espirrou ou tossiu em um lugar público, cobrindo a boca com a mão e, em seguida, agarrando o corrimão, os vírus em concentração suficiente já se instalaram na superfície.

Importante: O vírus existe em metal, vidro, plástico, papel e madeira por 5 dias ou mais. Baixas temperaturas e alta umidade podem aumentar a vida do vírus por algum tempo.

Frutas e vegetais podem estar infectados com o vírus?

O coronovírus pode ser encontrado em qualquer superfície, incluindo frutas e vegetais, se eles já estiveram em contato com o portador. Como mencionado acima, a infecção pode ser transmitida mesmo de forma latente. E ao preparar a fruta para venda, o contato com as mãos humanas é inevitável. Apesar disso os cientistas concordaram que o método de contato domiciliar de transmissão do coronavírus é improvável... Para que o feto seja infectado com o vírus, ele deve ser espirrado ou lambido. Em outros casos, a possibilidade de altas concentrações do vírus no feto é muito improvável.

Quanto tempo COVID-19 vive de frutas?

O tempo de vida na ausência de um portador no coronavírus varia de várias horas a vários dias. Este é um período de tempo bastante longo para uma célula viral. As condições favoráveis ​​para a vida de um micróbio são uma temperatura de cerca de 20 ° C e uma umidade de 40%.

Importante: Como qualquer outro vírus, o COVID-19 morre devido à radiação ultravioleta e após o tratamento com anti-sépticos. Isso se deve às características estruturais da célula viral, que contém apenas uma cadeia de DNA e um envelope protetor.

Porém, existe a hipótese de que, ao se fixar na matéria orgânica, o vírus seja capaz de manter a atividade vital por mais tempo. Alguns produtos alimentícios, especialmente vegetais e frutas, estão sob risco de potenciais portadores de infecção por coronavírus. Até agora, esta é apenas uma hipótese sem evidências científicas. No entanto, não se esqueça que ainda há muito pouca informação sobre o novo vírus, então um cuidado extra não fará mal hoje. Outro problema é que objetos e superfícies podem ser desinfetados com anti-sépticos, enquanto frutas e vegetais precisam de tratamento especial.

De acordo com o ponto de vista oposto, o vírus vive nas frutas por não mais do que 48 horas. Os epidemiologistas referem o fato de não haver casos confirmados de infecção por fetos entre os doentes.

O que o coronavírus pode carregar?

Frutas e vegetais nas prateleiras do domínio público podem teoricamente representar uma ameaça de contaminação. Centros comerciais movimentados e grandes supermercados devem ser evitados e comprados em pequenas lojas. Apesar de os especialistas terem descartado a possibilidade de transmissão do COVID-19 por meio de frutas, você deve jogar pelo seguro e fazer todo o possível para proteger você e seus entes queridos.

Importante: Ao escolher frutas, não toque nas frutas com as mãos desprotegidas. Se você não tiver luvas, pode colocar um saco plástico em sua mão.

O que pode e o que pode ser?

O abastecimento de frutas para a Rússia é feito a partir da China, Tailândia e outros países do Sudeste Asiático, que estão inicialmente sob controle de serviços sanitários, devido a uma situação epidemiológica potencialmente perigosa.

No outono de 2019, a importação de maçãs, ameixas, pêssegos, peras, marmelos e nectarinas da China para a Rússia foi suspensa.

Não faz muito tempo, a notícia de bananas infectadas espalhou-se por toda a Internet, mas foi refutada por cientistas. Os epidemiologistas observaram que não há fornecimento de banana chinesa, além disso, a fruta é protegida por uma casca grossa, que é retirada antes do consumo.

Até o momento, a China praticamente superou a epidemia, mas o COVID-19 está se espalhando incontrolavelmente pelo mundo, então frutas de outros países: pomelo, lichia, pitaya, rambutan não devem ser consumidas.

Como manusear corretamente?

Frutas e vegetais devem ser manuseados adequadamente para proteção contra infecções perigosas. Em primeiro lugar, recomenda-se que as frutas sejam bem enxaguadas com água e secas.

  • Batatas, beterrabas, rabanetes, cenouras e outros vegetais de raiz devem primeiro ser limpos de sujeira por lavagem em água corrente e usando uma escova. Em seguida, a casca é removida e os vegetais são tratados termicamente.
  • Recomenda-se que os pepinos, tomates, pimentões, berinjelas, abóboras sejam lavados em água corrente e sabão. Escove as superfícies irregulares.
  • O repolho branco geralmente não é lavado, mas as folhas sujas ou danificadas de cima são removidas, chegando gradualmente a folhas limpas e frescas.
  • Laranjas, tangerinas, limões e outras frutas cítricas podem ser enxaguadas com água fervente e depois enxaguadas em água morna.
  • Maçãs, nectarinas, bananas, ameixas e peras são cuidadosamente lavadas em água corrente com sabão e, em seguida, descascadas.
  • Verduras e uvas são geralmente embebidas em água morna e depois enxaguadas abundantemente na torneira. O método de processamento é repetido três vezes.

Conclusão

E, para concluir, podemos dizer com segurança que a natureza dos vírus ainda não foi totalmente compreendida. No entanto, você não deve desistir de vegetais e frutas. Pelo contrário, as frutas contêm muitas substâncias úteis, necessárias para o corpo garantir a atividade vital e fortalecer o sistema imunológico. É importante tomar precauções e manusear frutas e vegetais adequadamente, para que os riscos associados à transmissão de uma infecção perigosa sejam minimizados.


Assista o vídeo: Coronavirus Variants (Agosto 2022).