Além disso

Que tipos de orquídeas existem por tipo de estrutura? Descrição de cada parte da flor e seu papel na vida da planta

 Que tipos de orquídeas existem por tipo de estrutura? Descrição de cada parte da flor e seu papel na vida da planta



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

As orquídeas exóticas são representadas por uma grande variedade de espécies e híbridos. Apesar da cor diferente das pétalas e de algumas diferenças na forma, todas essas plantas têm uma estrutura comum. Essas informações interessam principalmente aos botânicos, mas mesmo os proprietários comuns de belezas tropicais acharão útil saber os nomes e a finalidade das principais partes da cultura.

Mais adiante no artigo, é apresentada uma descrição de cada parte da planta e seu significado para a vida da orquídea.

Classificação de plantas

A classificação mais popular é baseada no número de ramos que se estendem desde a raiz principal.

Nota! Dependendo do tipo de flor, o tipo de substrato de cultivo e o método de propagação são selecionados.

Monopodiais têm apenas um ponto de crescimento, e o broto se desenvolve verticalmente. Este grupo inclui:

  • phalaenopsis;
  • Vanda;
  • aggrekkum.

Sympodia também tem um caule principal, mas se desenvolve horizontalmente e anualmente lança vários caules jovens.

Características das variedades

Apesar da semelhança externa das próprias plantas e suas flores, monopodial e simpodial têm estruturas diferentes... Essas informações serão necessárias ao propagar uma cultura.

Tipo monopodial

As orquídeas desse tipo possuem apenas um broto com botão apical, denominado ponto de crescimento. À medida que cresce verticalmente, o caule fica mais comprido e coberto por folhas jovens. As folhas inferiores morrem gradualmente.

Botões generativos se desenvolvem nas axilas das folhas, a partir das quais raízes aéreas e pedúnculos são subsequentemente formados. Pseudobulbos e rizomas (rizomas) estão ausentes nessas orquídeas, então a umidade se acumula nas folhas. Devido a isso, eles são muito densos e carnudos.

Simpodial

Esta variedade é caracterizada pela presença de vários caules (pontos de crescimento). O sistema radicular, como os caules acima do solo, é horizontal. Os rebentos jovens são formados a partir dos rebentos ao longo do tempo.... Eles crescem verticalmente, e é neles que:

  • lâmpadas;
  • pseudobulbos;
  • folhas;
  • inflorescências.

As orquídeas simpodiais formam um novo processo lateral a cada ano (na primavera). Com o tempo, ele forma seu próprio sistema raiz.

Os pedúnculos são formados por botões localizados nas axilas das folhas ou na base dos brotos. As folhas em si são muito finas e delicadas, pois não funcionam como armazenadoras de umidade.

Dicotômico

Essa variedade também é chamada de bifurcada. Nessas plantas, o topo do rebento principal é dividido em duas partes, cada uma das quais se desenvolve de forma independente. Conforme a cultura cresce, a divisão continua.... Este tipo de crescimento não é típico de orquídeas.

Quais são as partes de cada espécie?

Independentemente do tipo de ramificação, variedade ou híbrido da orquídea, todos os representantes desta espécie possuem um conjunto de determinados componentes.

Isso inclui rizomas, caules e folhas, flores e pedúnculos, bem como bulbos e pseudobulbos. Embora a aparência dessas peças possa diferir ligeiramente de um híbrido para outro, elas têm a mesma função.

Definição e papel na vida vegetal

Para entender o papel que cada parte individual desempenha no desenvolvimento das orquídeas, é necessário se familiarizar com a descrição de cada uma delas.

As orquídeas são flores muito delicadas e sensíveisque precisam de cuidados especiais. Sem entender as funções básicas dos constituintes, é impossível corrigir o cuidado da flor e começar a reproduzi-lo.

A terminologia botânica específica apresenta algumas dificuldades para os cultivadores de flores comuns, mas a própria essência dos componentes é bastante simples de entender.

Lâmpadas e pseudobulbos

Bulba também é chamada de lâmpada falsa devido à sua forma característica. Esta é a parte mais espessa do caule que se forma a partir dos brotos no topo das raízes.

Um pseudobulbo é o mesmo ramo com um mecanismo de formação semelhante... Mas sua forma pode ser absolutamente qualquer. Via de regra, existem pseudobulbos de formato cilíndrico, cônico, oval ou plano.

A estrutura e a função do bulbo e do pseudobulbo são as mesmas. Eles são compostos pelos tecidos moles de uma planta com alto teor de muco. Uma espessa camada de epiderme cobre-os na parte superior para proteger contra a evaporação da umidade. A principal função das lâmpadas falsas é armazenar umidade e nutrientes que ajudam a planta a sobreviver durante a seca.

Folhas

A estrutura e a forma das folhas variam dependendo do tipo de orquídea. Pela aparência dos pratos, você pode adivinhar imediatamente em que ambiente a cultura cresce na natureza e como está adaptada às condições ambientais adversas.

referência! As folhas das orquídeas são necessariamente cobertas por nervuras. Este é um tecido vascular especial que ajuda a flor a evaporar a umidade e receber nutrientes.

As orquídeas monopodiais têm folhas grandes e carnudas. Com a ajuda deles, a planta acumula umidade. A cada ano, a cultura forma duas novas folhas opostas uma à outra.

Espécies simpodiais armazenam água e nutrientes em lâmpadas, então eles não precisam de folhas densas. Nessas variedades, eles são estreitos e finos, mas podem diferir em forma e cor.

Por exemplo, em plantações que crescem ao sol, eles serão duros e coriáceos, e em variedades que estão constantemente na sombra, eles serão finos e enrugados. Dessa forma, a planta amplia a superfície da placa para captar mais luz solar.

Tronco

No sentido tradicional, apenas as espécies monopodiais têm haste. Nos simpodiais, o papel do caule é desempenhado pelo ramo aéreo do rizoma., que é fixado ao substrato por raízes aéreas.

As hastes flexíveis das variedades de escalada podem atingir comprimentos impressionantes. Na natureza, eles estão presos a troncos de árvores com raízes aéreas. Em casa, eles precisam de apoio.

Raízes

A estrutura do sistema radicular também depende do tipo de orquídea. Nos monopodiais, as raízes são formadas ao longo de todos os brotos e, nos sinpodiais, apenas nos brotos jovens.

referência! As raízes da cultura são cobertas por uma camada de tecido especial - velame. Na verdade, são células mortas com ar dentro. Este tecido armazena e retém água, evitando que as raízes sequem.

É pelo estado das raízes que se determina quando a orquídea precisa ser regada. Quando saturados de umidade, sua cor é verde. Raízes branqueadas ou de aço indicam que a planta precisa de umidade.

Raízes aéreas

Em casa, principalmente orquídeas epífitas são cultivadas. Sua característica é a presença de raízes aéreas planas ou cilíndricas. Eles estão constantemente na superfície e ajudam a planta a se prender aos galhos das árvores.

O cultivo com raízes aéreas costuma causar problemas... Se houver pouca ventilação na sala ou se a planta for regada com muita frequência, eles começam a apodrecer. Por outro lado, se a cultura carece de umidade ou o substrato contém muitos nutrientes, as raízes aéreas começam a secar.

Flor

As inflorescências de orquídeas são muito diversas em forma e cor, mas têm uma estrutura comum. Eles são caracterizados pela simetria central. Cada inflorescência possui 6 elementos, que estão dispostos em dois círculos.

Existem três sépalas brilhantes no círculo externo. Eles se alternam com três pétalas que estão no círculo interno.

O labelo ("lábio") está localizado no centro. É uma pétala modificada encontrada apenas em orquídeas. Essa neoplasia serve como uma espécie de playground para insetos polinizadores, bem como alguns roedores e beija-flores, que também se alimentam do néctar das orquídeas. O tamanho de uma flor de orquídea varia de alguns milímetros a 25 cm.

Pedúnculo

Esta parte da planta representa o broto ou flecha em que a inflorescência é formada. O pedúnculo forma-se na axila entre o caule e a folha. Em casa, as orquídeas costumam lançar um pedúnculo de flor na entressafra, outono ou primavera.

Acontece também que o pedúnculo não se forma há muito tempo. Então é necessário criar condições semelhantes às do ambiente natural para o crescimento de uma orquídea.

Para isso, estendem o horário de verão, reduzem a irrigação e diferenciam as temperaturas diurnas e noturnas. Depois que o botão murcha, o pedúnculo é cuidadosamente cortado e a ferida aberta é seca ou polvilhada com carvão amassado.

As orquídeas exóticas são merecidamente consideradas plantas caprichosas. Em estrutura, eles não são nada semelhantes às plantas usuais de nossas latitudes. A principal característica de uma cultura tropical é a presença de raízes aéreas e pseudobulbos.que ajudam a planta a acumular umidade e aderir a várias superfícies.

Tendo informações sobre a estrutura de uma orquídea e as funções que desempenham várias partes da planta, será muito mais fácil cuidar de uma beleza tropical em casa.


Assista o vídeo: ORQUÍDEAS PODEM MORRER NO INVERNO? Nesse VÍDEO te dou as SOLUÇÕES pros Tempos de Chuva (Agosto 2022).