Além disso

Quando e onde os bebês se formam em uma orquídea? Como separá-los e qual o cuidado com eles?

 Quando e onde os bebês se formam em uma orquídea? Como separá-los e qual o cuidado com eles?



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

A orquídea é considerada uma das flores mais bonitas. Toda dona de casa sonha em ter uma planta saudável no parapeito da janela e agradar a família com sua aparência.

No entanto, a orquídea é muito exigente para cuidar. Deve ser adequadamente regado, alimentado e plantado. Para o último procedimento, os floricultores usam crianças. Onde os bolos são formados, quanto tempo leva para amadurecer, bem como as respostas a outras perguntas, você encontrará a seguir.

O que é e com o que parece: descrição e foto

Os bebês das orquídeas são pequenos processos nos pedúnculos do colo ou caule da raiz. Em seis meses, eles crescem e se desenvolvem, deixando sair as folhas. Uma vez que o broto esteja grande, ele é cuidadosamente separado da árvore-mãe e transplantado para um vaso separado.

A foto mostra a aparência dos bebês das orquídeas:



O papel das "crianças"

Os bebês são uma das formas de propagação de uma orquídea. Graças a eles, um florista pode facilmente plantar uma planta, tendo duas ou mais em vez de uma.

Os rebentos usam a haste principal por algum tempo para sustentar a vida. Quando as raízes começam a se desenvolver, chega a hora de uma existência independente em potes separados.

Os bebês aparecem nas flores com níveis aumentados de nitrogênio.

Em que partes é formado?

As filmagens podem aparecer em diferentes lugares:

  • no pedúnculo;
  • em novos brotos;
  • na haste;
  • Na raiz.

Se os bebês usarem o sistema radicular da "mãe" para estimular o crescimento, a orquídea logo morrerá.

Quantas peças podem ser formadas e existem 3s?

Os especialistas observam o aparecimento de um ou dois brotos. Eles podem estar localizados tanto no meio do pedúnculo quanto no início.

Menos comumente, há três bebês em uma planta. Muito depende das condições em que a orquídea vive e de quando ela se prepara para morrer.

Como aparece na haste?

É muito fácil distinguir uma planta nova de uma antiga. A futura orquídea é formada por irregularidades localizadas no caule - botões dormentes.

Se a flor germinou um broto no tronco, então primeiro os brotos brancos finos (gravetos) começam a se mover para longe da base. Eles aumentam de tamanho com o tempo. Os botões aumentam gradualmente de volume, de onde surgirão folhas no futuro. As raízes são as últimas a se formar.

Nos primeiros 10 dias, é difícil determinar o que se desenvolverá a partir do rim inchado. É importante atentar para a dica: se for ligeiramente pontiaguda, então brotará uma flor, se for opaca, um bebê.

Por quanto tempo ele “amadurece” antes da separação?

Uma planta jovem deve estar perto da "mãe" por pelo menos 6 meses. No entanto, em cada caso, as condições individuais devem ser levadas em consideração:

  1. clima;
  2. taxa de crescimento;
  3. grau.

Existem vários sinais principais pelos quais você pode determinar que chegou a hora de a criança começar a viver de forma independente:

  • as raízes do galho têm cinco cm e pelo menos três raízes;
  • cinco a seis folhas se formaram na planta;
  • o bebê deve ser verde escuro (sem partes podres e secas).

Se você não tem certeza de que é hora de plantar a descendência de uma orquídea, é melhor adiar. De acordo com especialistas, o bebê pode se desenvolver na flor principal em 12 meses.

Quando esperar o aparecimento?

As mudas geralmente aparecem no final da primavera e no verão. Começam a se formar um mês após o término da floração, quando caem os últimos botões.

Para que uma orquídea produza descendentes, ela deve ter um sistema de raízes poderoso e folhas grandes. Isso ajudará a apoiar os processos básicos de vida da "mãe" e dos "filhos".

Normalmente, as orquídeas maduras que estão prontas para procriar têm pelo menos quatro folhas grandes.

Por que uma flor não pode brotar?

Algumas espécies de plantas não são reproduzidas por bebês. Às vezes, novos brotos não se desenvolvem devido ao cuidado inadequado e às condições de cultivo da flor "mãe". Existem várias regras que os especialistas aconselham a seguir:

  • a orquídea não deve tocar nas janelas frias;
  • os vasos com flores devem ser colocados em um lugar quente, onde não haja correntes de ar;
  • a temperatura ideal para crescimento e desenvolvimento é de + 20-28 graus Celsius;
  • a umidade do ar deve ser de cerca de 85%;
  • no inverno, é aconselhável criar iluminação adicional (pelo menos 13 horas por dia).

No verão, você pode colocar latas de água ao redor da orquídea e, na estação fria, cubra as baterias com toalhas úmidas para manter o clima interno desejado.

Instruções passo a passo de cuidados

Se você decidir começar a criar orquídeas, precisa estudar os fatores que afetam a formação dos filhos, bem como as regras para o cuidado das futuras plantas.

Se o processo estiver faltando

Os rebentos nem sempre crescem sozinhos. Às vezes, eles precisam ser estimulados adequadamente para que a flor se multiplique. Existem vários métodos comprovados que mesmo os jardineiros novatos podem usar:

  1. cortar o pedúnculo a uma distância de 2 cm do botão;
  2. colocar a panela na varanda ou peitoril da janela (primavera e verão);
  3. escolha um lugar quente para a planta;
  4. aplicar pasta de citocinina no rim (primeiro você precisa fazer um pequeno arranhão ou remover escamas secas);
  5. alimentação com nitrogênio a cada duas semanas.

Como cuidar ao crescer?

Para que uma pequena planta se desenvolva com sucesso, é importante monitorar a manutenção de condições de vida confortáveis ​​para ela:

  1. regar uma orquídea adulta quando o solo fica seco;
  2. limpe as folhas da parte inferior pelo menos três vezes por semana;
  3. alimentar após a floração;
  4. recusar o uso de fertilizantes secos.

É necessário aplicar a alimentação durante 30-40 minutos depois de regar. Na primeira vez, é melhor tomar metade da dose e depois aumentá-la gradualmente.

Como pegar?

Uma vez que uma pequena planta se formou, ela deve ser separada da flor "mãe" e transplante. É importante certificar-se de que as raízes do bebê sejam grandes o suficiente para se alimentar sozinho.

Se não houver dúvida sobre isso, você deve pegar uma faca afiada e cortar o rebento. É melhor tratar as áreas danificadas com carvão ativado triturado, o que evitará a infecção.

O bebê deve ser colocado em uma solução aquosa de permanganato de potássio. Uma pequena orquídea é plantada em um vaso com drenagem. Não há necessidade de compactar o solo. É aconselhável cobrir as raízes com um substrato especial.

Você não pode cortar todos os brotos de uma vez se a planta tiver vários deles. Múltiplos danos podem levar à morte da flor. As crianças devem ser depositadas enquanto as feridas de cortes anteriores cicatrizam.

Com o vídeo, você aprenderá como plantar corretamente um bebê de orquídea em um pedúnculo:

Como fazer crescer raízes?

As raízes são o orgulho de uma orquídea e um indicador de sua vitalidade. Para ativar seu crescimento, você pode usar vários tipos de soluções:

  • Kornevin;
  • Heteroauxin;
  • mel com água;
  • mel com suco de aloe.

Os especialistas aconselham o uso de musgo esfagno para estimular o sistema radicular após o transplante. Para obter o efeito desejado, é importante seguir a sequência correta de ações:

  1. molhe o musgo por 30 minutos, deixe-o inchar;
  2. instalar um suporte, consertar a planta;
  3. espalhe o musgo sobre o substrato;
  4. cubra com papel alumínio (não se esqueça de ventilar);
  5. borrife água todos os dias;
  6. usar alimentação uma vez por semana.

A primeira irrigação após o transplante é realizada não antes de 4-5 dias.

Como acelerar o crescimento das raízes de um bebê de orquídea em um pedúnculo, aprenda com este vídeo:

Problemas

A PARTIR DEO problema mais comum em bebês de orquídeas é a falta de raízes. Nestes casos, recomenda-se estimular o seu crescimento para que o processo se enraíze melhor durante o transplante.

A planta deve ficar em um vaso pequeno por cerca de 6 a 10 meses, após o que é necessário colocar a flor em um recipiente maior.

Que outros problemas você pode enfrentar:

  • a rega frequente levará ao apodrecimento das raízes;
  • a luz solar direta causará manchas amarelas nas folhas;
  • a alta umidade levará ao florescimento branco;
  • ventilação insuficiente causa escurecimento.

A orquídea não deve ser excessivamente patrocinada. Qualquer cuidado deve ser oportuno e permanecer dentro da norma exigida.

Se todos os procedimentos forem realizados corretamente, uma grande e bela flor crescerá em 2-3 anos. A orquídea é uma planta caprichosa. Mas, com paciência, você pode obter um resultado incrível na forma de uma maravilhosa estufa doméstica.


Assista o vídeo: Tirando Muda de Palmeira Ráfia (Agosto 2022).